quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Contribuições para a Psicologia

Os estudos de Josef Breuer em muito contribuíram para o desenvolvimento da Psicologia e até hoje ocupam um lugar de destaque dentro dessa ciência. A psicanálise não teria se desdobrado com tanto sucesso se não estivesse baseada em suas pesquisas. Breuer inventou sua catarse, ou terapia da conversa, que estaria baseada em sua teoria psicológica que afirma que os sintomas de afeições construídas ou suprimidas e traumas físicos não-negociados podem ser eliminados através da lembrança e trabalhando nos sentimentos do sujeito em conversas. Essa psicoterapia profunda seria a futura psicanálise de Sigmund Freud.
O método catártico seria um método semiótico e terapêutico que consistia em induzir os pacientes a recordar, através da associação de idéias sob hipnose, a ocasião e o motivo dos sintomas relacionados com a histeria. A “catarse” era obtida, portanto, com a exteriorização dos traumas inconscientes implicando o afastamento das “fantasias perturbadoras” (os “sintomas”) atuantes no plano da consciência.

O tratamento de Anna O. por Breuer foi o primeiro exemplo moderno da psicoterapia profunda por um longo período de tempo. Através do tratamento catártico, Breuer passou a hipnotizá-la e ela lhe falava sobre as visões que a perturbavam, método que a deixava mais calma e aliviada. A partir de então, médico e paciente passaram a rastrear o início de cada sintoma e, um a um, eles foram desaparecendo.

Breuer também participa com uma grande contribuição nas investigações sobre a histeria. Na obra “Estudos sobre a Histeria”, Breuer, juntamente com Freud, elabora uma teoria geral para a doença. Breuer vai colocar todo o peso da explicação da gênese do sintoma histérico na afetividade, relacionando a histeria à representação inconsciente que tem eficácia psíquica atual, que se deve a algo externo à representação: os estados hipnóides. E é fundamentando-se nessa idéia de Breuer que Freud mais tarde cria o conceito de inconsciente dinâmico. Freud sofreu influência de Breuer no estudo da explicação psicológica para o fenômeno da dissociação histérica. Apesar de abandonar a técnica de hipnose, a descoberta da força de recalque, que seria uma nova etiologia para a histeria, teve base no método hipnótico de Breuer.

O Dr. Josef Breuer credita a si mesmo a descoberta da significância patogênica das idéias inconscientes e da conscientização da importância dos “estados hipnóticos” e o desaparecimento de sintomas quando idéias inconscientes tornavam-se conscientes. Ele também se dá o crédito pela “terapia analítica”, porém ele não utiliza o uso da associação livre.


Breuer determina seu papel na descoberta da psicanálise, termo empregado pela primeira vez em 1896 e cuja invenção foi atribuída a ele. O abandono da técnica da hipnose, e a conseqüente descoberta do recalque conduzindo ao princípio da “atividade mental inconsciente”, foi o argumento principal usado por Freud para se considerar a si mesmo, e não o Dr. Breuer, o fundador do “método terapêutico hoje denominado ‘psicanálise’”. Mas se não fosse pela valiosa contribuição de Breuer, esse processo terapêutico poderia não ser tão evidente ou até mesmo nem existir.

Um comentário:

Catarina Umb disse...

Freud se destacou com uma teoria que nao foi dele. E Josef Breuer que foi o grande gênio ficou praticamente no anonimato.